Storytelling é uma expressão em inglês e sua tradução livre é “narrativa”, e nada mais é do que contar histórias. A maioria das grandes empresas já faz uso dessa estratégia, dentre elas está a Coca-Cola e a O Boticário, essas são as duas empresas que mais influenciam o seu público a comprar, através de boas narrativas que mostram a felicidade e realização em consumir os produtos destas marcas.

É importante saber que assim como as estratégias do marketing de conteúdo, não devemos vender diretamente o produto, ou seja, não é correto utilizar o storytelling como meio de publicidade tradicional. Imagine uma campanha da O Boticário focada no público feminino, todas estão maquiadas, aparentemente perfumadas e belas, elas se sentem realizadas simplesmente porque os produtos da marca fazem parte do dia a dia delas, como por exemplo, no trabalho, casa e superações. Dificilmente veremos os valores dos produtos nestas ações.

Como ter a certeza que storytelling funciona mesmo?

É fácil, sabemos que as pessoas gostam de histórias, principalmente aquelas que mostram felicidades e superações. Os livros, filmes, novelas, teatros e até mesmo as músicas são as provas que contar histórias é alvo certo. Além disso, os produtos com os preços estampados em todos os lugares possíveis já não é mais viável há muito tempo.

Por que usar storytelling?

As histórias possuem alto poder de motivar as pessoas, principalmente às histórias que mostram felicidade e realização. Outro fator para crucial para usar storytelling como uma estratégia é porque as histórias aguçam a curiosidade das pessoas. O público tem o hábito de se identificar com os personagens – claro, aqueles que tiverem como o foco ser atingir a persona e/ou público-alvo.

Como fazer?

Assim como em todas as campanhas publicitárias, para contar uma boa história deve saber quem é o público-alvo – mulheres, qual idade, classe social e etc. Além disso, precisa traçar alguns levantamentos e responder as questões para saber como será direcionada a campanha a partir do storytelling.

Confira:

  • O que você vai falar?
  • Com quem vai falar?
  • Por que vai falar?
  • Onde você quer falar?
  • Quando você vai falar?
  • Como você vai falar?

Depois de respondida todas essas questões planeje uma boa história, aquela que incentiva o seu público-alvo e a persona do seu produto. É extremamente importante saber que as histórias devem ser construídas de pessoas para pessoas. Portanto, tente ao máximo levantar questões e apresentar ações que façam seu público se sentir o mais próximo desta ação ou saber que ele também pode se sentir igual o herói da campanha.

Agora que você já levantou algumas questões e as respondeu, deve estar se perguntando com fazer isso, correto?

Coloque a sua ideia em um papel e elabore a narrativa da história a ser contada. Lembre-se que as pessoas tendem a se identificar com os astros e querem sentir a mesma emoção que eles. Por isso, venda emoções e crie histórias que gerem expectativas.

Fale com a Compor

12 + 7 =