Atualmente, através de diversas ferramentas que utilizamos no cotidiano é possível se coletar diversos tipos de dados que podem ajudar a direcionar campanhas inteiras.

Quanto mais dados, e mais confiáveis eles forem, maiores chances de sucesso de sua campanha, afinal, através de dados é possível se traçar os melhores caminhos para atingir alvos específicos.

Antigamente, a coleta e o processamento de dados era um pouco mais complicada, dependia mais de pesquisas de mercado e envolvia mais processos humanos.

Os dados servem não apenas para se definir estratégias de marketing, mas, todas as direções de uma empresa. Através de dados podem-se traçar metas financeiras, comerciais, mas isso é assunto para outro post.

Um termo que se é utilizado para as campanhas baseadas em dados é: marketing orientado a dados.
O Marketing Orientado a Dados é uma maneira de traçar estratégias de aquisição e retenção de clientes, onde as decisões sejam tomadas baseadas mais em dados e menos em opiniões.

Deixar o “achismo” de lado é fundamental para o sucesso de uma ação, muitas vezes, seja por tempo de mercado, experiência ou simplesmente pelo mais puro achismo são traçados caminhos mais lentos, ineficazes e muitas vezes errados para campanhas de marketing.

Quando temos os dados para traçar as diretrizes de uma campanha de marketing, podemos deixar esse achismo de lado e realmente focar em ações que resultem em impacto positivo.

Trabalhar com marketing é uma tarefa cada vez mais complexa, existem diversas ferramentas, canais de comunicação e volume de interações que podem ser abordadas, quem pode nos dar as direções corretas para os objetivos pretendidos são os Dados.

Desde o diagnóstico, passando pelo planejamento, pela criação e pela compra e otimização de mídia, há uma vasta quantidade de dados que nos ajudam a melhorar as decisões.

E o marketing orientado a dados é justamente isso: usar dados antes, durante e após qualquer ação de marketing, para que as marcas vendam mais.

Principais benefícios do Marketing Orientado a Dados:

1. Benchmarking;
2. Conhecer melhor seu público;
3. Mensuração de Força de Marca;
4. Inteligência de Negócio;
5. Criação de Estratégia;
6. Tomada de Decisões desde as Mais Simples até Mais Complexas;
7. Definição de KPIs de Marketing;
8. Construção de Modelo de Atribuição dos Investimentos de Mídia;
9. Mensuração de ROI;
10. Otimização de Verba;

Legal, tenho dados o que fazer?

Não adianta coletar dados e não utiliza-los. Principalmente para o marketing digital um dos principais objetivos da utilização dos dados é ser cada vez mais relevante para seu consumidor, ou seja, com auxílio dos dados coletados você pode determinar os meios de comunicação, assuntos, e produtos mais relevantes para seu consumidor, criando ações que leve ele a uma conversão.

Para você ser tornar relevante, é preciso analisar muitos dados e entregar aquilo que o consumidor quer ou deve consumir, alinhando as ações a uma estratégia de comunicação e posicionamento da marca, deste modo você pode aparecer na hora certa com a mensagem certa.

Agora conta pra gente, você está utilizando dados para criar suas campanhas de marketing?

Fale com a Compor

12 + 5 =